O que fazer para aumentar a vida útil de uma ferramenta de corte e a melhora do acabamento superficial?

Todos os operadores conhecem “com a palma da mão” o equipamento de usinagem que trabalham. Tal confiança e conhecimento por vezes acabam levando a não levar em consideração a real importância do uso do óleo solúvel sintético para usinagem no processo. A seguir destacaremos alguns dos benefícios do uso do óleo solúvel de corte e os riscos que podem ser gerados pela não escolha do lubrificante correto para o processo.

Problemas no acabamento superficial

Quando são detectados problemas de acabamento superficial, estes podem estar sendo gerados devido aos seguintes fatores:

Falta de lubrificação

  • Neste caso é necessário aumentar a concentração do óleo solúvel sintético para usinagem, caso esta esteja baixa.
  • A presença de “tramp oil” pode estar comprometendo o processo e este deve ser removido.

Falta de refrigeração

  • Diminuir a concentração se estiver muito alta.
  • Aumentar o fluxo da emulsão do óleo solúvel de corte sobre a área de trabalho.
  • Evitar a entrada de ar no sistema (cavitação), para que não seja gerada espumas sobre o óleo solúvel sintético para usinagem.

Acumulo sobre a ferramenta ou empastamento do rebolo

  • Isso normalmente é causado pela falta de detergência causada pelo excesso de “tramp oil” que deverá ser removido.

Temperatura do óleo solúvel de corte

  • Para controlar a variação da temperatura, deve-se aumentar o fluxo do óleo solúvel sintético para usinagem.
  • Verificar que o retorno do óleo solúvel de corte ao reservatório não seja realizado em forma de “cascata”.

Como evitar a presença de manchas nas peças usinadas e a corrosão no equipamento?

  • Aumentar a concentração do óleo solúvel sintético para usinagem, se estiver muito baixa:
  • Os aditivos inibidores de corrosão devem ficar nos níveis apropriados;
  • Aferir a concentração da emulsão do óleo solúvel de corte, pois esta afeta o pH.
  • Remover o excesso de “tramp oil” do óleo solúvel sintético para usinagem, pois este interfere com a capacidade de proteção da emulsão.
  • Realizar o controle e tratamento microbiológico, pois os microrganismos produzem ácidos provenientes dos produtos orgânicos, que atacam as superfícies metálicas.
  • Observar que ocorra a diluição total dos sólidos dissolvidos (TDS), pois os cloretos e sulfatos aumentam o potencial de corrosão dos fluidos.

O que a presença de resíduos na emulsão do Óleo Solúvel Sintético para Usinagem causa ao processo?

Sabões de água dura tendem a formar uma pasta grudenta e comprometer a qualidade da emulsão do óleo solúvel de corte e do acabamento da peça usinada.

A presença de contaminantes orgânicos proporcionam um maior crescimento dos fungos e consequentemente levando à degradação dos emulsificantes.

A inspeção regular dos filtros e a sua limpeza contribuem para a melhora do processo e do prolongamento da vida útil do óleo solúvel sintético para usinagem.

Aditivos estranhos de outros óleos lubrificante (óleo hidráulico, óleo para barramento e outros), podem gerar problemas como a formação do “tramp oil”, pois este carrega as partículas e finos de metais, comprometendo o desempenho do óleo solúvel de corte e do acabamento superficial.

Deve ser adotada uma higiene adequada durante o trabalho, com a troca do uniforme ou roupas quanto estiverem molhadas com a emulsão do óleo solúvel sintético para usinagem.

Informações adicionais do Óleo Solúvel de Corte nos processos de usinagem

Gostou das informações contidas neste post? Se gostou, então acompanhe as publicações da CADIUM nas mídias sociais que em breve, um novo texto sobre este assunto será publicado. Aguarde.

Se você está necessitando adquirir o melhor óleo solúvel de corte para o seu processo ou de mais informações para melhor preservar a sua emulsão, entre em contato com a CADIUM. Os nossos profissionais estarão prontamente a disposição para poder ajuda-lo. Entre em contato com através do e-mail cadium@cadium.com.br, ou pelos nossos telefones 11-4047-9292 (pabx) / 11-97130-3099 (WhatsApp).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *