Óleo de Laminação de Alumínio: escolhendo do melhor lubrificante

Apesar de ser um metal maleável e fácil de ser manuseado, se engana quem pensa que a indústria de alumínio não necessita de lubrificantes específicos para o seu processo. A indústria de laminação de alumínio necessita de lubrificantes que apresente elevado desempenho e forneçam resfriamento, limpeza e lubrificação constante durante a operação de laminação.

Para a laminação de alumino o recomendado é o uso de um óleo de laminação apresente uma elevada capacidade de suportar por longos períodos o calor gerado no processo, sem que este perca sua estabilidade.

A espessura do filme de alumínio é um parâmetro crítico para o processo de laminação e tal lubrificação elasto-hidrodinâmica só é obtida com o uso de um óleo para laminação quem possua uma limitada faixa de destilação e um adequado peso molecular.

No passado descobriu-se que a formação de compostos de sabor desagradável que ficavam impregnados nas folhas de alumínio, foi atribuída à oxidação do óleo lubrificante usado nos rolamentos e ao óleo para laminação de alumínio que entrava em contato com o primeiro durante o processo. Para que este problema não mais se repita, é fundamental que o óleo de laminação de alumino seja um produto de elevada qualidade e baixa toxidade.

Todos os óleos de laminação deixam um resíduo na superfície das folhas laminadas, mesmo após processos de lavagens, por isso um óleo para laminação de alumínio deve apresentar baixíssimos teores de compostos aromáticos em sua composição, que só pode ser obtido com um severo processo de hidrotratamento.

Características que um bom Óleo de Laminação de Alumínio deve possuir

  • O óleo para laminação deve possuir um elevado ponto de fulgor para diminuir as perdas de evaporação durante o processo;
  • Uma baixa pressão de vapor também é característica fundamental de um bom óleo de laminação de alumino, para garantir a segurança da operação e evitar riscos de incêndio;
  • Lubrificante para alumínio que deve possuir alta solvência para favorecer os processos de limpeza;
  • É necessário que o óleo para laminação a quente de alumínio possua uma baixa presença de compostos aromáticos em sua composição;
  • O óleo para laminação a frio não pode possuir odor pronunciado;
  • O óleo para laminação de papel alumínio deve ser altamente refinado, possuindo elevada pureza para atender exigências regulamentares para as aplicações em contato direto e indireto com alimentos.

 Laminação de Alumínio, o que mais devemos saber?

Na produção de lamínas de alumínio a formação de manchas é um problema de processamento relacionada à oxidação. A utilização de um óleo de laminação de boa qualidade melhora o desempenho do processamento do alumínio, inibindo a formação e manchas. Mas este desempenho está intimamente relacionado à viscosidade do óleo para laminação de alumínio. Normalmente um óleo tem sua viscosidade aumentada à medida que aumenta a pressão no processo. Um bom óleo para laminado de papel alumínio mantém estável a sua viscosidade a medida que aumenta a pressão dos cilindros.

Um bom Óleo de Laminação de Alumínio, onde encontrar?

  • Óleo para laminação a quente de alumínio?
  • Óleo para laminação a frio para alumínio?
  • Óleo de laminação de folha de alumínio?

Um lubrificante para alumínio de elevada qualidade você encontra na CADIUM. A nossa linha ISOCAD apresenta elevado alto ponto de fulgor e atende às mais exigentes aplicações de laminação de alumínio. Também possuímos uma completa linha de lubrificantes industriais para diversas aplicações na manutenção fabril. Aguardamos a sua consulta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *