Como escolher corretamente o óleo lubrificante para a sua bomba de vácuo?

Antes de responder à pergunta acima é necessário responder aos seguintes questionamentos:

  • O que ocorre com uma bomba de vácuo se esta não estiver suficientemente lubrificada com o óleo para vácuo?
  • Quais os problemas que poderá ser gerado se não for utilizado um óleo de vácuo adequado?
  • Como pode ser verificado se a alimentação do óleo para máquina de vácuo está funcionando corretamente?

As bombas de vácuo que atualmente são produzidas possuem uma configuração muito justa, onde requerem que a lubrificação do óleo para bomba de vácuo junto ao cabeçote seja realizada com perfeição. Se ocorrer uma lubrificação insuficiente do óleo para auto vácuo, ou uma falha na sua circulação, o funcionamento da bomba de vácuo ficará comprometido e em pouco tempo o equipamento poderá ficar inoperante.

Quais cuidados devem ser tomados com o Óleo para Bomba de Vácuo?

  • Verificar a alimentação do lubrificante para bomba de vácuo: as bombas de vácuo requerem um fluxo volumétrico de óleo de cerca de 30 a 60 litros por hora;
  • Observar se não há vazamentos do óleo lubrificante auto vácuo;
  • Verificar com a bomba de vácuo ligada e funcionando em marcha lenta, se a pulsação do óleo para auto vácuo é constante e uniforme.

É importante informar que uma fina camada de óleo para bombas e compressores é necessária para cobrir as fendas do equipamento, agindo como vedação, pois sem isso, a bomba não consegue produzir o vácuo. Além do que, o óleo bomba vácuo também atua para lubrificar as partes móveis do equipamento, que sem uma lubrificação adequada pode deixar o funcionamento muito duro, gerar uma baixa da pressão e a velocidade do processo poderá elevar a temperatura do equipamento, danificando-o.

A utilização de um bom óleo lubrificante para bomba de auto vácuo não pode ser negligenciada, pois ele contribui para remover o calor das áreas submetidas a elevado atrito, permitindo que este calor seja dissipado no reservatório. E para que o óleo para auto vácuo desempenhe corretamente a sua função ele precisa ter uma viscosidade adequada e uma pressão de vapor compatível com a operação que será realizada.

Só para mencionar, se a bomba for gerar um baixo vácuo (acima de 1 mbar abs), a pressão de vapor do óleo para vácuo deverá ser menor que 0,1 mbar abs. Para uma bomba que for gerar um alto vácuo (de 0,01 a 0,001 mbar abs), a pressão de vapor do óleo para auto vácuo deverá ser menor que 0,001 mbar abs.

Mas é a contaminação um dos fatores mais críticos que influencia o desempenho do óleo de vácuo. A contaminação com impurezas ou umidade do óleo lubrificante para bomba de vácuo poderá gerar a perda de vedação com a consequente falha na geração do vácuo. Poderá também deixar de lubrificar e resfriar adequadamente a bomba de vácuo, o que poderá ocasionar a parada do equipamento e a necessidade do seu reparo.

É importante informar que um óleo lubrificante para bomba de auto vácuo vencido também contribui para o desgaste prematuro do equipamento, pois normalmente um óleo de vácuo envelhecido contém muitas partículas de sujeiras resultantes do desgaste abrasivo provocado pelo atrito entre as peças do motor. Por tanto, para preservar o equipamento, não economize na manutenção do óleo para máquina de vácuo e realize as trocas de acordo com as recomendações do fabricante do óleo de vácuo e do equipamento.

Um bom Óleo Lubrificante para Bomba de Vácuo precisa possuir quais características?

  • Óleo para vácuo deve conter um pacote de aditivos antioxidantes, para evitar a corrosão no equipamento;
  • Óleo para seladora a vácuo deve possuir uma aditivação de proteção contra o desgaste do equipamento devido ao atrito gerado;
  • Um alto índice de viscosidade é exigido para um óleo para bomba de vácuo, para evitar que a sua viscosidade se altere com a elevação da temperatura;
  • O óleo bomba auto vácuo deve possuir uma baixa pressão de vapor, mesmo sob altas temperaturas;
  • Tem que ser um óleo para auto vácuo que suporte as altas pressões de vácuo;
  • Excelente resistência ao envelhecimento é o que se espera de um bom óleo bomba vácuo;
  • Baixa formação de espuma e um baixo refluxo o óleo para máquina de vácuo deve possuir;
  • O óleo mineral para bomba de vácuo não deve permitir a formação de depósitos nas válvulas e assim contribuir para o aumento dos intervalos de manutenção;
  • É fundamental que um óleo para auto vácuo apresente excelentes propriedades lubrificantes e possua compatibilidade com os fluídos refrigerantes.

Quando trocar o Óleo Lubrificante da Bomba de Vácuo?

No texto acima você teve uma breve noção dos cuidados que se deve ter com a manutenção da bomba a Vácuo. Para mais informações sobre o lubrificante da bomba de vácuo, e de como e quando a sua manutenção deve ser feita, entre em contato com a CADIUM, que a nossa equipe de técnicos está capacitada para tirar as suas dúvidas.

Saiba que a CADIUM possui uma completa linha de óleo para bomba e compressores de vácuo como o óleo mineral para bomba de vácuo e o óleo sintético para compressor. Para mais informações entre em contato com a CADIUM. Aguardamos a sua consulta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *