Óleo protetivo industrial para tubos: o que é e como utilizá-lo?

Após o processo de conformação ou perfilação, os tubos devem ser armazenados antes de serem vendidos para os clientes ou enviados para serem processados dentro da fábrica, quando nela existam operações de usinagem com os produtos. É nesse contexto que entra o óleo protetivo industrial para tubos, usualmente também chamado de óleo de conformação ou óleo para conformação. Saiba o que é e como utilizar esse produto lendo mais esse post.

O que é óleo protetivo industrial para tubos?

Para que os metais dessas peças não oxidem durante o período de armazenagem eles, obrigatoriamente, devem ser revestidos com óleo protetivo industrial para tubos.

Um óleo protetivo industrial para tubos é um lubrificante capaz de prover proteção temporária contra a oxidação causada pela umidade, contaminantes e atmosfera quimicamente ativa. Para isso, essa substância forma um filme protetor na superfície das peças metálicas. A proteção que é propiciada pelo óleo protetivo para tubo de aço é efeito da formulação do fluído onde são adicionados  inibidores de corrosão e outros  aditivos.

Esses inibidores do óleo protetivo para tubos são moléculas polares que possuem propriedades repelentes de água. As moléculas inibidoras absorvem na superfície metálica e formam um filme que protege o tubo do ataque da água, do oxigênio e outras substâncias quimicamente ativas.

Quanto mais tempo permanecerem armazenados, maior será a exigência de proteção destes óleos antioxidantes. Os óleos protetivos de tubos pós-conformados compatíveis com o óleo de conformação garantem maior período sem oxidação em estoque.

Quais os tipos de óleos protetivos industriais mais usados em tubos?

Os óleos protetivos industriais, semelhantemente a outros fluidos, têm propriedades diferentes de acordo com o tipo de base com que é produzido e seus aditivos. Alguns protetivos têm solventes capazes de evaporar, deixando atrás de si uma película protetora em geral hidrofóbica, que afasta a umidade que pode oxidar as peças metálicas.

Veja alguns tipos de óleos protetivos industriais que podem ser aplicados em tubos:

Óleo protetivo ceroso secativo: é uma substância antioxidante indicada para processos que exigem alto poder de proteção. Tem ótima proteção contra corrosão, pois após a evaporação do solvente, deposita uma camada de proteção aderente.

Óleo protetivo ceroso: Do tipo desaguante, esse óleo apresenta alto rendimento e proteção de longo período. É facilmente removível com uso de solventes.

Óleo protetivo graxoso: é um tipo de fluido desaguante com excelente proteção contra ferrugem e corrosão. Apresenta elevado índice de cobertura da superfície do tubo.

Óleo protetivo desaguante oleoso também chamado de óleo protetivo a base de água: o produto deixa uma película protetora oleosa nos tubos. Costuma não interferir no aspecto visual da peça.

Todos possuem capacidade de proteção e conforme sua necessidade temos óleo protetivo anticorrosivo que protegem de 3 a 48 meses após aplicado, dependendo do tempo de armazenamento a CADIUM LUBRIRICANTE recomendará o protetivo ideal para seu processo.

Como é aplicado um óleo protetivo para tubos?

A aplicação dos óleos protetivos para tubos, também chamado de óleo para conformação a frio, costuma ser feita com pincel e por pulverização (spray), mas normalmente ocorre mais por imersão, principalmente quando o fluido é de película cerosa, graxosa e oleosa.

Quando utilizado o spray ou pincel para aplicação do óleo protetivo é recomendado a limpeza e o preparo adequado da superfície do tubo, para que a aderência da substância protetiva à superfície seja eficiente.

Os tubos metálicos a serem protegidos estarão expostos a diversos ambientes (industrial, marítimo, entre outros) e a capacidade de resistência dos materiais à corrosão depende do óleo protetivo anticorrosivo adequado para cada tipo de ambiente onde serão armazenados.

Por isso a CADIUM LUBRIFICANTES possui  uma linha de óleo protetivo para peças usinadas que irá atender suas necessidades para proteger todo período de exposição dos tubos aos ambientes hostis, bem como contribuirá para evitar a reaplicação do óleo protetivo industrial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *