Qual Óleo usar em Redutores Industriais?

Antes de responder à pergunta de qual óleo usar em redutores, vamos primeiro detalhar o que é um redutor industrial.

O redutor, que também é chamado de caixa de engrenagem, é um mecanismo composto de rodas dentadas que se ligam a um eixo rotativo ao qual geram um movimento. As engrenagens deste mecanismo operam aos pares, com os dentes de uma engrenagem se encaixando nos dentes de outra. O redutor é acoplado à saída de um motor de alta velocidade ou é ligada a outro equipamento mecânico com menor velocidade de rotação, mas com elevado torque.

A maioria das engrenagens é circular, apresentam tamanhos variados e se diferenciam em formato e tipos de transmissão de movimento. As formas e arranjos dos dentes é que permitirá obter uma variação da velocidade e um movimento uniforme e contínuo.

Se a engrenagem de menor tamanho do par (chamada de pinhão) for instalada no eixo do motor, o trem de engrenagem atuará para reduzir a velocidade e aumentar o torque. Quanto é a engrenagem maior que é fixada no eixo do motor, então o trem de engrenagem atuará como acelerador da velocidade e com redução do torque.

O trabalho gerado pelo grupo de engrenagens dentro da caixa de redução exige muita energia devido ao grande atrito gerado entre os dentes, com o consequente aumento da temperatura do equipamento. Para minimizar estes problemas, se faz necessário lubrificar o sistema com o uso de um óleo para redutor.

Quais as características que um bom óleo para redutor deve possuir?

Um bom óleo para redutor deve apresentar as seguintes características:

  • Proteger as faces metálicas das engrenagens do atrito e do desgaste;
  • O óleo para redutores industriais deve ser neutro e não atacar os selos de vedações para evitar que gere rompimentos das vedações ou ocorra vazamentos;
  •  Deve possuir ação antioxidante para que proteja as partes metálicas da caixa de engrenagem;
  • O óleo para redutor também não pode atacar a pintura das caixas redutoras;
  • Deve possuir a capacidade de dissipar o calor gerado pelo atrito das engrenagens;
  • O óleo para caixa de redução industrial não deve perder suas características de adesividade mesmo sobre o uso em altas temperaturas;
  • Deve manter a viscosidade inalterada para que não seja comprometida a formação do filme lubrificante atuante entre as engrenagens.

O aumento da temperatura junto às áreas de contato das engrenagens causada pelo atrito é um dos fatores fundamentais para que seja utilizado um óleo para redutor de boa qualidade. Este aumento de temperatura além de comprometer as vedações, em um óleo redutor de má qualidade ou insuficientemente aditivado, poderá causar oxidação e reduzir as suas capacidades lubrificantes e consequentemente diminuirá a vida útil das engrenagens.

Afinal, que óleo usar em redutores?

Para responder a este questionameto primeiro deve-se responder as seguintes perguntas sobre a operação e o equipamento onde o óleo para redutor será utilizado, a saber:

Qual é o tipo engrenagem que será lubrificada pelo óleo para redutor?

Pode ser cilíndrica, cônica de dentes retos ou helicoidais e as espinhas de peixe. Para estas o óleo para redutor industrial não pode ser muito fino para não ser expelido pelos dentes e nem muito viscoso para não gerar perda de potência.  Um óleo para redutor 90 ou um óleo para redutor 150 são os mais indicados para esta lubrificação.

Qual o grau de redução se deseja para a operação?

Para equipamentos que apresentem um elevado grau de redução com diversos jogos de engrenagens, o óleo para redutor deve possuir uma viscosidade dimensionada para atender a lubrificação do pinhão de mais baixa velocidade.

Qual a rotação do pinhão?

Quanto maior é a velocidade do pinhão, menor deverá ser a viscosidade do óleo para redutor, e vice-versa.

Qual a intensidade da carga e natureza da operação?

Quanto maior for a carga, a película do óleo redutor industrial terá dificuldade de ser formada, então se fará necessário o uso de um lubrificante para redutor de viscosidade com alta viscosidade e contento aditivos de extrema pressão.

Qual a temperatura da operação?

Para os casos onde a caixa de redução estiver próxima de uma fonte de calor, se fará necessário o uso de um lubrificante para redutor de alta viscosidade, para compensar este aumento de temperatura. Se estiver em locais frios, um óleo para redutor de baixa viscosidade deverá ser utilizado. Um óleo para redutor 32 é indicado para esta aplicação.

Qual o método de aplicação?

A lubrificação poderá ser por banho de óleo para redutor, onde as engrenagens ficam mergulhadas no lubrificante. Ou através de bombeamento do lubrificante de redutor que é salpicado sobre as engrenagens.

Quais tipos de óleo para redutor estão disponíveis no mercado?

No mercado estão disponíveis dois tipos de óleo para redutor: o óleo mineral para redutor e o óleo sintético para redutor.

O óleo mineral para redutores que é um lubrificante formulado com óleos básicos derivados do petróleo é largamente utilizado no mercado devido ao seu menor custo além de poder ser utilizado em diversos tipos de caixas redutoras, tanto nas com engrenagens abertas como nas fechadas. O óleo para redutor mineral também é empregado na lubrificação de mancais e rolamentos.

O óleo sintético para redutores pode ser formulado com a Polialfaolefina (PAO) ou o Poliglicol (PG). O óleo sintético para engrenagem tem como uma ótima característica, uma maior resistência às altas temperaturas em relação ao óleo mineral para engrenagem.

Estudos técnicos informam que um redutor lubrificado com óleo mineral para redutor opera por no máximo 4.000 horas até que seja necessária a sua troca. Para este mesmo equipamento um óleo sintético para redutor formulado a base de Polialfaolefina (PAO) poderia operar por aproximadamente 9.000 horas, enquanto o óleo sintético para engrenagens produzido a base de Poliglicol (PG), conseguiria operar próximo de 13.000 horas, até ser necessária à sua substituição.

Independentemente do tipo da base empregada, atualmente os óleos para redutores mais utilizados apresentam as seguintes viscosidades:

  • Óleo para redutor 32;
  • Óleo para redutor 68;
  • Óleo para redutor 90;
  • Óleo para redutor 140 ou óleo para redutor 150;
  • Óleo para redutor 220;
  • Óleo para redutor 320;
  • Óleo para redutor 680.

Quer saber um pouco mais sobre óleo para caixa de engrenagem? Aguarde que em breve publicaremos neste blog um novo texto sobre este assunto.

Agora se você está necessitando adquirir um óleo para redutor para a lubrificação de seu equipamento, entre em contato com a CADIUM LUBRIFICANTES, pois a nossa equipe técnica está pronta e capacitada para indicar o lubrificante industrial adequado para a sua operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *