O que é brochamento e como escolher o melhor lubrificante para o processo?

A operação de brochamento é um processo de usinagem que consiste em remover linearmente e progressivamente cavacos da superfície de um corpo metálico, através de uma sucessão de fios de corte existentes na ferramenta. Nesta operação esta ferramenta multicortante realiza movimentos de translação, enquanto que o corpo metálico que está sendo trabalhado permanece estático. Geralmente a superfície resultante do processo de usinagem é curva.

Estas ferramentas que se deslocam em trajetória retilínea são chamadas de brocas. As brocas são formadas de aço, providas de dentes, que são organizados em uma série de elementos cortantes para poder usinarem vários tipos de metais. Devido ao grande esforço a que são submetidas, as brocas são temperadas, podem ser utilizadas para aplainar ou gerar superfícies internas ou externas, e apresentam perfis regulares ou irregulares. As brocas podem ser classificadas em três tipos dependendo da forma do corte que se deseja: brocas de desbaste, de acabamento e de calibração.

 Já a máquina que realiza a operação de usinagem chama-se brochadeira ou brochadora. Ela pode ser horizontal ou vertical, com o comando hidráulico ou mecânico. Esta pode realizar dois tipos de operação de brochamento: o brochamento interno e o brochamento externo.

Quais as vantagens e desvantagens e os tipos de processo de brochamento?

O processo de brochamento apresenta um grau de acabamento muito superior em comparação com os processos de usinagem convencionais, mas o processo é caro devido ao elevado custo da ferramenta de corte. Como já mencionado, o brochamento pode ser interno ou externo.

O brochamento interno consiste em uma operação em que se pretende modificar um furo vazado e transformar o perfil desta peça. A transformação do perfil é feita gradativamente porque os elementos de corte da brocha possuem dimensões diferentes que aumentam ao longo do seu comprimento. O desbaste pode ser grosseiro ou até com o objetivo de se obter um acabamento final. Geralmente esta operação é realizada em um furo feito inicialmente por outro processo.

Já no brochamento externo a operação é feita sobre a superfície externa do corpo metálico, buscando-se obter um acabamento ou um semi-acabamento em seus perfis. Esta operação pode ter como objetivo o de abrir cavidades para chavetas em furos cilíndricos ou o de transformar perfis de furos em perfis acanelados, estriados, hexagonais e outros.

O serviço de brochamento permite a obtenção de um bom acabamento nas peças trabalhadas e com isso, pode até dispensar processos posteriores de usinagem.

Qual a importância do óleo de brochamento no processo de brochamento?

A importância principal do óleo de brochamento é realizar a refrigeração na zona de corte. Como mencionado, as ferramentas de corte possuem um custo elevado, então a função do óleo para brochamento é a de lubrificar as cavidades dos dentes da broca, com o objetivo de reduzir o atrito entre a ferramenta e o cavo que está sendo extraído. O óleo para brochadeira é empregado para diminuir o desgaste da ferramenta de corte, absorvendo o calor gerado pelo atrito dos dentes da broca sobre a superfície do metal, durante a operação de corte.

Outra função importante do óleo de brochadeira é realizar a perfeita remoção dos cavacos de metal que ficam impregnados nos dentes da brocha durante o processo. Ao não se utilizar no processo um bom lubrificante para brochamento, ou se o volume de óleo para brochamento utilizado for insuficiente, pode ocorrer o problema dos cavacos ficarem retidos entre os alojamentos das brochas e consequentemente haverá um aumento do esforço de corte, que poderá provocar a quebra da ferramenta.

Quais os tipos de óleo para brochamento que podem ser utilizados no serviço de brochamento?

É indicado para as operações em aços sem liga ou com o mínimo de ligas um óleo refrigerante para usinagem de base mineral integral ativo, ou seja, contendo a aditivação de enxofre em sua formulação, que é o chamado óleo de corte integral para brochamento severo.

Para os aços inoxidáveis ou com alta porcentagem de misturas de ligas, recomenda-se o uso de um óleo integral de extrema pressão mineral com base de tetracloreto e enxofre.

Já para os processos em ferro fundido, latões, bronzes e ligas leves, recomendam-se o uso de um óleo de corte solúvel de base mineral ou um óleo de base mineral inativo, sem enxofre em sua formulação.

Hoje em razão do aumento da regulamentação trabalhista e da crescente preocupação com o meio ambiente, os processos de lubrificação também acompanharam esta evolução.  Apesar do fluido de corte ecológico ainda apresentar um custo mais elevado em relação aos lubrificantes de base minera, está sendo ampliada cada vez mais a sua utilização no processo de usinagem por brochamento.

Gostou das informações prestadas neste blog? Fique atento que em breve publicaremos novos textos sobre este assunto. E fique sabendo que a CADIUM LUBRIFICANTES é uma indústria fabricante de lubrificantes industriais, e que possui uma linha completa da lubrificante para brochamento, deste o óleo integral para usinagem, o fluído de corte vegetal e o óleo de corte sintético.

https://www.youtube.com/watch?v=PP9RETunJsQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *