Qual o melhor desmoldante para fundição?

Para responder a pergunta de qual o melhor desmoldante para fundição, primeiro temos que entender o motivo de se usar desmoldante para forjaria no processo de fundição, e para tanto, vamos voltar um pouco no tempo e saber quando iniciou o processo de fundição.

O uso do metal pelo homem começa por volta de 9.500 A.C.. Foram encontrados na região de Shanidar, Noroeste do Iraque, pedaços de metal de cobre que foram moldados a base de martelamento. Já por volta de 6.500 A.C. foram encontrados na Mesopotâmia, região próxima as fronteiras do Kuwait e do Iraque, indícios do início da fundição do cobre.

Devido à dificuldade de se conseguir alcançar as temperaturas necessárias para realização do processo, só muitos anos depois é que se conseguiu fundir o bronze. Isso ocorreu na China e na Grécia por volta de 3.000 A.C. E podemos dizer que só mais recentemente a idade do ferro se iniciou, com a obtenção do ferro fundido por volta de 1.300 D.C., com o auxílio da invenção do forno de fluxo.

A partir de então o processo de fundição foi evoluindo, até que ao chegarmos ao século XX, o desenvolvimento das ligas forjadas foram maiores e mais rápidos, o que impactou na necessidade da melhora dos processos de fundição, e com isso o uso de desmoldante para forma de ferro passou a ser fundamental para a obtenção de produtos de qualidade.

Mas o que é o desmoldante industrial?

Podemos dizer que o desmoldante industrial é um lubrificante utilizado no processo de fundição, pois ele auxilia na extração das peças da matriz, contribuindo para que o metal não fique aderido ao molde. O desmoldante alta temperatura forma um filme isolante entre o aço das cavidades do molde e o metal em estado líquido, melhorando a desmoldagem. Os desmoldantes para fundição devem ser aplicados após cada vazamento do metal líquido.

Cabe esclarecer que uma peça fundida propicia grande economia de material e de processo, pois a peça já sai do molde praticamente pronta, e a utilização do óleo desmoldante alta temperatura é fundamental para a obtenção deste resultado.

Outra função importante do desmoldante para fundição de alumínio é que, como na grande maioria deste ocorre à aplicação do produto solubilizado na água, esta quando entra em contado com o molde quente, ajuda no seu processo de resfriamento. Ocorre a evaporação da água e uma fina película do óleo desmoldante fica aderida às paredes do molde.

O uso do desmoldante para forma de aço na fundição se faz presente nos processos de vários tipos de metais, tais como cobre, ferro fundido, alumínio, aço, zinco, magnésio e as demais ligas destes materiais.

Como é feita a aplicação do desmoldante para molde de alumínio?

A aplicação do desmoldante para molde de alumínio na matriz se dá basicamente por dois sistemas: o manual feito com o auxílio de pistolas de pulverização e o por sistema automatizado, onde são utilizados robôs dotados de ferramentas de pulverização.

Este tipo de aplicação é fundamental para o processo, pois a diluição do óleo desmoldante auto-lavável reduz a sua viscosidade ao ponto de permitir a pulverização, e com isso propicia a formação de um filme fino de desmoldante líquido para alumínio sobre a matriz. A aplicação por spray também evita a formação de respingos e ocorre sem excesso de lubrificante, o que gera uma redução do custo e do volume do desmoldante para alumínio, alem contribuir para diminuir a formação de resíduos sólidos e efluentes. 

É importante esclarecer que a qualidade e a quantidade do desmoldante solúvel para fundição aplicada sobre o molde, está intimamente relacionada com o aspecto do produto final, pois um desmoldante de alumínio ruim pode causar problemas como o surgimento de porosidades gasosas na peça fundida.

Quais as diferenças entre os tipos de desmoldantes Industriais utilizados no mercado?

Tradicionalmente a aplicação de desmoldante à base de grafite dispersos em água, tem grande participação junto às fundições. É conhecido por óleo lubrificante grafitado, e possui propriedades físico-químicas que permite a sua utilização em processos a alta temperatura e pressão.

Apesar de o grafite ser um produto inerte e sem toxidez, muitos usuários reclamam da impregnação de seus resíduos no maquinário e nas instalações da fábrica, e a sua remoção é complicada. Por este motivo, além das preocupações com o a limpeza do ambiente de trabalho e principalmente com o impacto ambiental do uso das dispersões, muitas empresas estão optando por substituir o óleo grafitado desmoldante, por lubrificantes sintéticos.

O desmoldante sintético, também chamado de desmoldante ecológico para fundição, melhora o ambiente de trabalho, e por ser livre de componentes poluidores ou tóxicos, não produz gases que podem ser nocivos ao operador e ao meio ambiente.

O óleo desmoldante biodegradável é facilmente aplicado e removido da peça e do molde. Tanto o desmoldante para moldes plásticos e como os forjaria que formulados com base sintética, geralmente apresentam em sua composição compostos de soluções aquosas de sais orgânicos, sais inorgânicos, polímeros, além de receber aditivação de biocidas.

Hoje no mercado estão sendo disponibilizados diversos tipos de desmoldante base água, classificados de acordo com a sua composição, a saber:

  • Desmoldante a base de polímero;
  • Desmoldante a base de silicone;
  • Desmoldante isento de silicone;
  • Desmoldante a base de óleo vegetal,
  • E tem também o Desmoldante a base de óleo mineral.

Em uma próxima publicação descreveremos as diferenças entre os desmoldantes sintéticos como as características, benefícios e limitações técnicas de cada lubrificante.

Saiba que a CADIUM LUBRIFICANTES tem uma linha completa de desmoldantes para forjaria e de protetivo para molde. Consulte-nos. Os nossos consultores técnicos estão à disposição para ajudá-lo no atendimento de sua necessidade.

2 Comentários

    • Sr. Roger, boa tarde!
      Sem saber o tipo de lubrificantes que se está usando ou se pretende usar, a característica deste, se integral ou solúvel, se se deseja um lubrificante de base mineral ou não, o tipo de material que se pretende desmoldar, entre outras informações técnicas do processo, é impossível responder corretamente ao se questionamento.
      Forneça mais dados técnicos sobre o processo e sobre o lubrificante para que possamos analisar e responder ao seu questionamento.
      Atc
      CADIUM LUBRIFICANTES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *