O que é um lubrificante food grade?

Food grade é um termo inglês para os produtos que possuam um grau de pureza para o consumo como alimento.

Ok! Se não consumimos o lubrificante como um alimento, então por que o chamamos de lubrificante food grade?

Em uma sociedade industrializada, são vários os tipos de equipamentos empregados na obtenção de uma gama diversificada de produtos, e a indústria alimentícia utiliza-se de vários maquinários. Vejam que todos os equipamentos necessitam de lubrificação, mas os maquinários utilizados na indústria alimentícia, requer uma lubrificação diferenciada, onde estes lubrificantes caso entrem em contado com os alimentos, não podem causar problemas para estes e para quem os consumir.

Quando podemos chamar um lubrificante de food grade?

Grande parte das normas que regulam se um lubrificante tem grau alimentício ou não, são determinadas pela Administração de Remédios e Alimentos, um órgão Norte Americano de controle de Qualidade, mais conhecido por F.D.A. (Food and Drug Administration). Então em uma análise bem simples, podemos chamar um lubrificante de food grade quando ele atende às normas de pureza no produto e de aplicação no processo produtivo.

Como são classificados os lubrificantes atóxicos?

Por norma, são classificados os lubrificantes atóxicos pelo F.D.A. em duas categorias:

  • – A NSF H1 compreende os lubrificantes que podem ser utilizados com segurança, mesmo que aconteça um contato incidental com o alimento. São lubrificantes utilizados nas caixas de engrenagens dos maquinários, nos compressores de refrigeração, nos sistemas hidráulicos e pneumáticos das máquinas, nas correntes transportadoras, entre outros equipamentos que tenham contato com o alimento;
  • – A NSF H2, é uma norma que se aplica aos lubrificantes usados pelas indústrias alimentícias, cosméticas e também as farmacêuticas, onde o equipamento não tem contato direto com o produto, como os utilizados em área de armazenagem, em sistemas de ar condicionado, em compressores de ar e nas áreas de manutenção.

A grande maioria dos lubrificantes de base mineral que se propõem à atender os requisitos de grau alimentício da norma NSF H1, são produtos elaborados à base de óleos minerais brancos (óleos hidrogenados), mas apesar de mais baratos, por vezes não atendem aos requisitos de carga, temperatura e desempenho exigido pelos modernos equipamentos utilizados pela indústria alimentícia. Para suprir tal dificuldade de desempenho, hoje há no mercado, lubrificantes de base sintética (formulados principalmente com P.A.O. – Polialfaolefina), que são recomendados para os equipamentos que trabalham com temperaturas extremas como fornos e congeladores.

A Cadium Lubrificantes possui uma linha completa de Lubrificantes Food Grade. São lubrificantes multifuncionais especialmente desenvolvidos para a indústria alimentícia, pois podem ter o contato acidental com alimentos ou com as matérias-primas usadas em sua preparação, sem apresentar qualquer risco à saúde, lubrificantes estes que por possuírem elevado grau de pureza, também são largamente utilizados pelas industrias cosméticas, farmacêuticas e demais indústrias químicas que necessitem de um lubrificante atóxico para aplicar em seus equipamentos.

Entre em contato conosco que teremos o maior prazer em atendê-lo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *